Composições musicais

Influências conceituais ou estéticas:

  • Amaral Vieira, compositor que nunca esteve preocupado com polarizações paralisantes, como "vanguarda versus tradicionalismo", e que sempre evidenciou o que as técnicas de composição barrocas, clássicas e românticas têm a oferecer ainda hoje.
  • Alfred Schnittke/Shnitke, quem explorou inúmeras possibilidades expressivas do poliestilismo e da citação.
  • Antonín Dvorák, quem trouxe a música folclórica eslava ao patamar das grandes sinfonias do Romantismo.
  • Camargo Guarnieri, que construiu linhas melódicas únicas sobre padrões rítmicos da música folclórica brasileira, além de ter sido um verdadeiro mestre do contraponto.
  • Clóvis Pereira, compositor de vasto conhecimento sobre orquestração e harmonia dentre os criadores musicais do Movimento Armorial.
  • Eli-Eri Moura, quem defende que o criador musical deva ser como um camaleão, adaptando-se às demandas estéticas, ou mesmo comerciais, com as quais defronta.
  • Erik Satie, através de quem o nonsense passou a ter um sentido subjacente a uma intenção maior.
  • Henry Cowell, que demonstrou como clusters podem ter beleza e se enquadrar perfeitamente em peças tonais.
  • Johann Strauss II, que compunha simultaneamente com humor e graça, e domínio técnico orquestral.
  • Jorge Antunes, uma referência no uso de recursos dramáticos para a tradução de contestações políticas em nível musical.
  • José Negrin, um guitarrista do interior de São Paulo que ama o barroco em todas as suas formas e soube atualizá-las de maneira exímia em sua fase como guitarrista de metal neoclássico.
  • Tan Dun, dono de uma linguagem musical das mais arrojadas, intrinsecamente aliada aos elementos étnicos da música de sua terra.
  • Villa-Lobos, a melhor matriz estética orquestral e pianística que se poderia ter como modelo aqui no Brasil.

Composições:

(Em caso de se programar alguma peça, por favor envie comunicação e providencie o recolhimento dos devidos direitos autorais ou uma autorização de dispensa.)

(If any piece is programmed, please contact me and collect the due author rights or request an authorization.)


1. Intervenções de clusters sobre um tema no modo mixolídio, op. 5 (2009), para piano [sem dedicatória].

2. Estudo armorial n° 1, op. 6 (2014), para duo de violoncelos - ao Duo Santoro (in memoriam Orquestra Armorial). DOWNLOAD I - DOWNLOAD II - DOWNLOAD III

3. Ladainha do Sagrado Coração de Jesus, op. 7 (2014), para coro misto e baixo contínuo opcional - ao Contracantos.

4. Concertino para violino e orquestra de câmara, op. 8 (2014-2016) (fl, ob, cl, sxt, fg; trp; timp, pand, cx, xil, vib, pt susp, bb, temple blocks; pf obligato, vn, vl, vc, cb) - a Ana Lúcia e Rafael Garcia.

5. Tocata, op. 9 (2014), para conjunto de sete percussionistas (carr/r-r, xil, cx, tp, t-t, vib, bb/gg) - ao Grupo de Percussão da UFBA. DOWNLOAD

6. Estudo armorial n° 2, op. 10 (2014), para piano - a Aleida Schweitzer (in memoriam Camargo Guarnieri e Villa-Lobos). DOWNLOAD

7. Estudo armorial n° 3, op. 11 (2014), para violino - a Jerzy Milewski. DOWNLOAD

8. Estudo armorial n° 4, op. 12 (2014), para cravo - a Simone Stella (in memoriam Calimerio Soares). DOWNLOAD

9. Estudo armorial n° 5, op. 13 (2014), para duo de flautas - a Andrea e Odette Ernest Dias (in memoriam Quinteto Armorial).

10. A praia, op. 14 (2014), para tenor e piano, sobre poema de Carlos Pena Filho - A Tania Carneiro Leão. DOWNLOAD

11. Interlúdio das Nove Horas, op. 15 (11/11/2014), para flauta e cravo (facultada qualquer combinação para madeira ou corda friccionada solista e acompanhamento de teclado ou harpa) - A Gonzalo Pastrana Cárdenas e Miguel Montes. Música incidental para o Interlúdio das Nove Horas da Ordem DeMolay.

12. Xaxado, toada e galope, op. 16 (2014), para quinteto de cordas - ao Quinteto da Paraíba. DOWNLOAD I - DOWNLOAD II - DOWNLOAD III

13. Águas Belas, op. 17 (2015), para violino e piano - a Sérgio da Costa e Silva. DOWNLOAD

14. Águas Belas, op. 17b (2015), para orquestra (flt, 2 fl, 2 ob, ci, 2 cl sib, sxt, 2 fg; 5 trp, 3 tpt sib, 3 trbt, trbb, tb; timp, cx, atabaques, bb, gongo, triang, chicote, maracas, xil; pf, cordas - a Isaac Karabtchevsky.

15. Vinheta para o Mimo, op. 18 (2015), para violino e orquestra de câmara - a Lu Araújo.

16. Noturno de consagração, op. 19 (2015), para piano - a N. S. do Carmo. DOWNLOAD

17. Recife Antigo, op. 20 (2015), para conjunto de percussão e/ou orquestra de câmara - [várias dedicatórias]. DOWNLOAD (MAIN SCORE AND INSTRUMENTATION WITH SYNOPSIS)

18. Num jogo de dominó, op. 21 (2015), para violão - a Fabio Zanon.

19. Estudo armorial n° 6, op. 22 (2015-2016), para conjunto de quinze percussionistas - a Jarbas Maciel (in memoriam Ariano Suassuna).

20. Triunfo, op. 23 (2016), para clarineta e cordas - à Profa. Cláudia Pinto e à Orquestra Criança Cidadã.

21. Paço do frevo (2016), frevo de rua (flt, 2 sxa, 2 sxt, sxb, 4 tpt, 3 trbt, trbb, tb/cb/bx elet, surdo, pand, bat).

22. Uma tarde no Instituto Ricardo Brennand, op. 24 (2017), para quarteto de saxofones - ao Instituto Ricardo Brennand.

23. Uma tarde no Instituto Ricardo Brennand, op. 24b (2017), para orquestra (2 fl/flt, 2 cl/clr, 2 ob/ci, sxt/sxa, 2 fg/cfg; 4 trp, 3 tpt, 2 trbt, trbb; timp, pand, cx, pt susp, pt choque, bb, gongo, carr; hp, pf, crv, org; cordas) - a Ricardo Brennand.

Nenhum comentário:

Postar um comentário